7 de fevereiro de 2017

Nunca cresça

Oi pequeno,

hoje as suas pequenas mãos apertaram meu dedo polegar e o mundo parecia estar tão quieto. Você dorme em meus braços enquanto eu observo suas pequenas pálpebras agitadas porque você está sonhando, então eu te seguro mais forte em meus braços e tento fazer o mínimo de movimento possível ao respirar pra que você não acorde e você rir, me fazendo lembrar que pra você tudo é engraçado e que você não se arrepende de nada que faz. Ah querido, eu daria tudo pra que você não crescesse...
Mas isso vai acontecer de um jeito ou de outro. E um dia você estará mortificado quando a tua mãe te levar a uma festa e você não aguenta mais esperar pra completar 18 anos, sair de casa e viver por conta própria, mas nunca esqueça que ela também está envelhecendo e eu espero que você não perca o jeito como dança em frente a televisão a música do "soldadinho".
E eu te peço, querido: tire fotos na sua mente do teu quarto de infância, lembre do som que seu pai fazia ao chegar em casa, lembre dos passos e das palavras ditas, eu acabei de me dar conta que tudo o que temos um dia irá embora e muitas vezes nós não temos o tempo necessário para nos despedirmos. 
Então estou aqui nesse apartamento solitário, numa cidade grande. É muito mais frio do que eu pensei que seria, então me encolho próximo ao sofá, lembrando de como aquele lugar costumava ser quente e engraçado e eu lembro de você e tudo que eu quero pedir a Deus é que te mantenha pequeno, que você nunca cresça, porque dessa forma eu posso te garantir que ninguém vai quebrar o teu coração. Só continue pequeno, criança e tudo será engraçado pra você.

p.s.: Por favor, não cresça tão rápido.